sábado, 19 de fevereiro de 2011

Renovação Carismática Católica de Acaraú


Histórico
A Renovação Carismática Católica teve início em 18 de fevereiro de 1967. Nesta data trinta estudantes e professores da Universidade de Duquesne (Pittsburgh, Pensylvania, EUA) fizeram um retiro espiritual para aprofundar, na força do Espírito Santo, dentro da Igreja primitiva, lendo e meditando os Atos dos Apóstolos. A RCC chegou ao Brasil em 1971, com os Padres Haroldo Joseph Rahm e Eduardo Dougherty. (Mais informações acesse: www.rccbrasil.org.br)

Espiritualidade

A espiritualidade do movimento atinge os seus conteúdos da teologia pneumática (pneuma= espírito) cristã, que descreve o Espírito Santo e a sua ação na história, propondo uma renovação da vida cristã. O texto do Pentecostes está na base de todo o movimento, segundo o qual o Espírito Santo desce sobre os apóstolos dando a cada um dons, carismas particulares para o bem da comunidade.

Os membros da RCC revivem este episódio no momento da "efusão" ou batismo no espírito. Rito particular no qual através da imposição das mãos, se reza para uma nova efusão e maior conscientização dos dons e carismas. Este gesto atualiza e renova os sacramentos da iniciação cristã.
Finalidades ou objetivos do Movimento:

A redescoberta da graça batismal e da própria identidade cristã; a conversão permanente da própria vida conformando-a sempre mais ao estilo do evangelho; a ajuda a acolher uma renovada efusão do Espírito Santo, com os seus dons e carismas, deixando-se guiar por ele; a formação ao serviço ministerial na igreja e na sociedade; a promoção e a formação dos grupos e comunidades de renovação.

Totó Rios com Patty Mansfild
RCC em Acaraú

Por volta de 1990 chega a Acaraú Maninha Araújo com uma idéia de criar a Renovação Carismática Católica.

Com este objetivo procura o jovem Totó Rios que embora sempre engajado nos movimentos e pastorais da Igreja ainda não conhecia o referido movimento, Maninha explicou um pouco sobre o mesmo e aceitou o desafio de criar o 1º Grupo, foi então que convidaram algumas pessoas: Maria Giffoni, Benedita Pongitori, Iraci Araújo, Carmem Rita, Albertina, Fatinha Freitas e mais outras pessoas.

O grupo começou a se reunir na casa da Maninha, depois se mudou para uma casa perto da Escola Pe. Antônio Tomás e depois no local vizinho a casa de D. Iraci Araújo, mas logo foi inaugurada a 1ª Casa da Renovação Carismática Católica que situava-se na R. Gen. Humberto Moura onde funcionou por algum tempo.
Totó Rios em Quixadá
Em seguida o Grupo começou a se reunir na Capela de São Sebastião sempre ás segundas-feiras, com a participação de muitos jovens, idosos e crianças, como não tinha instrumento, o louvor era ministrado com um simples pandeiro, só depois foi comprado caixa de som, microfones, teclado, guitarra.

A Renovação Carismática teve seus primeiros Seminários de Vida no Espírito Santos ministrada por Dr. Ésio Louzada Rios e sua equipe, a quem agrademos muito que eram realizados no Celpa.


A Renovação além do grupo de oração realizava retiros, shows, terço nos bairros, ajuda aos carentes, visita ao presídio e aos enfermos, ajudava nas atividades da paróquia.

O Grupo que estava funcionando, mas a coordenação achou que precisava de ajuda espiritual, e foi pensado em pedir auxílio à Renovação Carismática de Sobral, foi então que Totó Rios que era membro do Conselho Diocesano da Renovação de Sobral em viagem a Sobral contactou o pessoal da Comunidade Rainha da Paz, que sempre vinha ministrar formação e louvor no grupo, mas precisamente o Tony para que pudessem acompanhar mais de perto o referido grupo e eles ficaram de ver esta possibilidade.

Tony Castro e Totó Rios
Totó Rios falou com o Genildo que era o coordenador da Renovação de Sobral sobre este projeto citado anteriormente.

E numa reunião do Conselho Diocesano foi citado o projeto, mas viram que não existiam gente para executá-lo, foi então que os membros da Comunidade Rainha da Paz se prontificaram para este serviço.

Nas primeiras visitas a Acaraú eles sentiram que Deus tinha um projeto maior do que pensava-se e foram discernir em oração qual seria a vontade de Deus pra nossa cidade.

E viram que Deus desejava que a Comunidade Rainha da Paz abrisse uma Casa de Missão aqui, mas agora onde seria a casa? Como custear as despesas?

Foi realizado visitas as casas que poderiam sediar a Missão, foi alugado uma casa situada na R. Gen. Humberto Moura onde morou o Celso Araújo.

A Comunidade Rainha da Paz foi decidir quem eram as pessoas que seriam os primeiros missionários da casa.

Na reunião do Conselho da Comunidade, o jovem Tupy se prontificou a ser missionário, logo

Nos meados de 2000 chega os primeiros missionários Tupy, Acácia, Alexandre e Cleonilda, que foram acolhidos com muita alegria pela comunidade paroquial.

Mas anos depois a casa ficava pequena para realização dos eventos e se viu-se necessidade de arranjar outra casa e a possibilidade de ser a que a D. Vilani Araújo morava que era de propriedade da paróquia.

Foi falado com o Mons. Edson que disse que caso a casa fosse desocupada ele autorizaria que a mesma foi doada para que funcionasse a missão lá.

Logo depois de alguns meses D. Vilani resolveu mudar-se para residência que foi de seus pais, cedendo assim a casa para a Comunidade Rainha da Paz.


A Missão mudou-se, foi quando foi feito alguns reparos na residência.

Mas Deus na sua infinita bondade concede com ajuda de muitos amigos a construção da casa dos missionários, com capela pra melhor servir e também uma área para que fosse ministrados os louvores, com ajuda incansável de Fatinha Freitas que não mediu esforços neste projeto.

A Comunidade Rainha da Paz está há quase vinte anos evangelizando em Acaraú, com vários grupos de oração, retiros, shows e com orações e adoração do Santíssimo.

Nós agradecemos a todos que formam a Comunidade Rainha da Paz pelo belo trabalho missionário.

25.01.11

Fonte: Totó Rios

Nenhum comentário: